BENGALA 'ATROPELA' REGIMENTO E ARQUIVA 4º PROCESSO DE IMPEACHMENT DO PREFEITO - News Rondônia Bengala mandou arquivar a denuncia na mesma velocidade que à três semanas atrás colocou em votação o Projeto de Lei que altera o Art. 2º da resolução 560 de 19 de dezembro de 2012 e das outras providências.

Porto Velho,

Terça-Feira , 14 de Junho de 2016 - 11:26 - Colaboradores


 


BENGALA 'ATROPELA' REGIMENTO E ARQUIVA 4º PROCESSO DE IMPEACHMENT DO PREFEITO

Bengala mandou arquivar a denuncia na mesma velocidade que à três semanas atrás colocou em votação o Projeto de Lei que altera o Art. 2º da resolução 560 de 19 de dezembro de 2012 e das outras providências.

ImprimirImprimir página

​O 4º pedido de IMPEACHMENT contra o prefeito Mauro Nazif foi arquivado na câmara de vereadores por uma decisão exclusiva do presidente da casa Jurandir Bengala, que usando de suas prerrogativas de presidente, assim como sempre faz o prefeito, atropelou o regimento interno e a Lei Orgânica do Município, mesmo vendo que praticamente todos os vereadores estavam a favor da leitura da denuncia e da formação da comissão para apurar.

5 minutos foi tempo suficiente para aprovar "GRATIFICAÇÃO DE 6 MIL REAIS" para o presidente.

Bengala segurou a pressão dos vereadores Sid Orleans, Alan Queiroz, Fátima Ferreira e Edemilson Lemos que se revezaram na tribuna tentando convencer o presidente sobre a necessidade da leitura da denuncia, e se dobrou à pressão nada convencional do vereador Jair Montes, e também de Edwilson Negreiros, que ao fazer seu discurso, aproveitou para ratificar que "era contra, assim como foi contra o que fizeram com Dilma Rousseff e que tem certeza que ela vai voltar."

Bengala mandou arquivar a denuncia na mesma velocidade que à três semanas atrás colocou em votação o Projeto de Lei que altera o Art. 2º da resolução 560 de 19 de dezembro de 2012 e das outras providências.

Agora o artigo 2º passa a vigorar com a seguinte redação: "O vereador presidente da câmara municipal de Porto Velho, enquanto mantiver essa condição, perceberá mensalmente, uma gratificação de representação no valor de R$6.012,00 (seis mil e doze reais) que será atualizado nos mesmo índices dos subsídios dos Vereadores."

Agora o presidente da casa, soma mais seis mil e doze reais em seus vencimentos mensais, e quem paga a conta, também são os sete cidadãos de Porto Velho que usando de seus direitos constitucionais, formalizaram denuncias graves contra o prefeito Mauro Nazif, que acreditaram que levando para a câmara de vereadores, que TEM A OBRIGAÇÃO DE FISCALIZAR OS ATOS DO PREFEITO, tudo iria ser apurado, tiveram seus direitos cerceados. Mas para aumentar o salário do presidente, ele simplesmente chamou duas sessões extraordinárias, na calada da noite, e aprovou em primeira e segunda votação, e já passa a receber R$18.807,80 (dezoito mil, oitocentos e sete reais e oitenta centavos) à partir desse mês de junho.​

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Carlos Caldeira

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt