Quarta-Feira, 21 de Janeiro de 2015 - 09:32 (Colaboradores)

ÁVIDOS PELO PODER, CASSOLISTAS PODEM COMPLICAR CAMINHADA DE MAURÃO À PRESIDÊNCIA DA ALE

A motivação, segundo analistas, ‘é a iminente chegada do deputado reeleito à presidência do Poder Legislativo com o suposto apoio do governador Confúcio a partir do me que vem’.


Imprimir página

Porto Velho/RONDÔNIA – Devagar, devagarinho, partidários do ex-governado Ivo Narciso Cassol [PP], vêm congestionando os corredores da Assembléia Legislativa e o gabinete do deputado Maurão de Carvalho [PP].

Os cassolistas intensificaram a movimentação em direção ao Poder Legislativo logo depois da visita inédita feita pela cúpula do alto comando da Polícia Militar, na pessoa do Coronel PRETZ.

Segundo fontes ligadas à secretaria Geral do Partido Popular [PP], em Porto Velho, ‘os militares teriam sugestionado uma melhor maneira à implementação de um novo plano de segurança para o Estado e supostas orientações à nova composição da Assessoria Militar da Casa’.

Na iminência de verem mais um integrante do PP assumindo o poder de mando na atual conjuntura, sobretudo depois do inferno astral a que vive o ex-governador Cassol com o fantasma da cassação rondando o Congresso, pode vir contribuindo para a presença de companheiros peso-pesado do PP que já estiveram em Palácio Presidente Vargas.

A presença maciça desses grupos, segundo as mesmas fontes, poderá, a partir da reta final em torno das negociações com palacianos, irritar o Núcleo Duro do Governo e levar Maurão a dá com os burros na água e enterrar a pretensão do parlamentar de chefiar uma possível carreira solo em direção ao comando do Legislativo no quadriênio 2015-18, atestam as mesmas fontes.

A intensificação de cassolistas  ao gabinete do atual Vice-Presidente da ALE, se dar numa espécie, em primeiro lugar, com gestos simples de rever Maurão logo após a reeleição para um novo mandato. Em segundo plano, na firmação de independência a José Hermínio Coelho, por ele exibir uma posição considerada altaneira em relação a opositores do ex-governo e da ex-presidência a Confúcio na casa de leis, afirmam analistas.

Os grupos pepistas, de outro modo, passaram a ser notados logo depois das últimas reuniões, em Palácio, entre o governador e o deputado reeleito

José Clemente [O Lebrão] e Lazinho do PT, que abrirão vagas para suplentes afinados com o Governo, diferentemente, de José Hermínio que estaria listado para compor a segunda Vice-Presidência na chapa de Maurão de Carvalho.

Por lá, se acotovelam conhecidas figurinhas que compuseram no passado o quadro de assessorias da Polícia Legislativa, Militar, Parlamentar e Jurídica das gestões de Carlão de Oliveira, Walter Araújo e José Hermínio Coelho.

Também são vistos, diariamente, espremidos no gabinete de Maurão, num cenário de verdadeiro trotoir [movimento de ir e vir], além de militares e ex-deputados, dirigentes partidários do PP e da aliança composta pela ex-candidata ao governo pelo Partido Progressista [PP], Jaqueline Cassol e Expedito Junior [PSDB].

Fonte: Xico Nery/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias