Domingo, 17 de Setembro de 2017 - 12:57 (Colaboradores)

L
LIVRE

AS OBRAS QUE VAMOS RECEBER E OUTRAS QUE FICARÃO PELO CAMINHO

PERGUNTINHA: Você acredita no ex Presidente Lula, quando ele nega ter cometido qualquer ato ilegal e que sua vida financeira era toda comandada apenas por sua mulher, a falecida dona Marisa Letícia?


Imprimir página

Muitas obras importantes para Rondônia, algumas que se arrastam há muitos anos, finalmente começam a chegar à reta final ou a serão entregues este ano. Citando apenas aquelas mais complexas, como as dos viadutos sobre a BR, há a perspectiva concreta de que, ao menos algumas, cheguem mesmo ao fim e sejam finalmente colocadas à disposição da coletividade. O viaduto do Trevo do Roque é um exemplo disso. Concluído depois de vários anos, começou por ele a melhoria no acesso à cidade. Ainda neste último trimestre de 2017, outra elevada, ligando a zona sul, na Rua Três e Meio, até a avenida Rio de Janeiro também estará pronto. O Espaço Alternativo, ainda na Capital, entra, finalmente, nos últimos meses. A colocação de uma passarela e um estacionamento para dois mil veículos, são os últimos desafios antes da obra ser concluída. No contexto de grandes obras no Estado, há que se destacar a questão do Anel Viário de Ji-Paraná. Falta muito pouco. Depois de uma demora que já chega perto dos 22 anos, o Anel Viário está a poucas semanas de ser definitivamente concluído. Uma obra de apenas 13 quilômetros e meio. Ou seja, um ano e sete meses para cada quilômetro construído. Nessa semana, numa visita feita ao Anel, o diretor geral do DER, Ezequiel Neiva, informou ao prefeito Jesualdo Pires, que o acompanhou, que faltam apenas 1 quilômetro e meio de asfaltamento, para que a obra seja concluída. Ela vai representar um grande avanço para a cidade e a região; vai desafogar o pesadíssimo trânsito da BR 364, que atravessa a cidade e torná-la menos perigosa. Enfim, quem achava que o Anel Viário iria entrar para o Guines, como a obra que mais demorou na história do Brasil, dessa vez errou. Ela deve ser entregue pelo governador Confúcio Moura até meados de novembro ou início de dezembro.

Claro que há muito ainda a resolver, como por exemplo a BR 425, que parece nunca ficar pronta. A ponte sobre o rio Madeira, na Ponta do Abunã, continua sendo tocada, mas ainda vai levar quase um ano para ficar pronta. Já a iluminação da ponte do Madeira, no bairro da Balsa, na BR 319, parece ser assunto morto e esquecido. Não se fala mais nessa que deve ser uma das únicas pontes do mundo que fica em total escuridão, quando o sol desaparece. A ponte internacional de Guajará Mirim está muito bem nos discursos e anúncios pomposos, mas distante, como um sonho, da vida real. A duplicação da BR 364 também é exercício de futurologia. Quem sabe, para as últimas décadas do  século 21?  Enfim, há obras vitais sendo concluídas e outras tantas andando ou projetadas. Avançamos devagar, mas mesmo assim, indo em frente, mesmo com todas as dificuldades e deficiências...

AS CAIXAS NA ESCURIDÃO

Elas estão na escuridão total. Isso mesmo, as caixas d´água, símbolo de Porto Velho, não são mais vistas à noite. Irresponsabilidade da Prefeitura? Nada disso. A Emdur realizou recentemente um serviço de melhoria total na iluminação, inclusive com lâmpadas a LED. Tinha ficado muito bom, dando um toque especial ao mais conhecido ponto turístico do centro da Capital. O problema é o mesmo de sempre: sem qualquer segurança, sem vigilância, abandonadas à sua própria sorte, as Caixas D´Àgua foram atacadas por bandidos, que roubaram toda a fiação recém colocada. É óbvio que há uma quadrilha muito bem organizada e preparada, praticando esse tipo de crime na cidade há anos. Veja-se por exemplo o que aconteceu nas duas tentativas feitas para iluminar a BR 364, no trecho da entrada da Capital até a Unir: toda a fiação foi arrancada pelos bandidos. Nunca ninguém foi preso, não se sabe em que pé andam as investigações. Só se sabe que milhões de reais investidos foram perdidos. No caso da Praça das Caixa D´Água, está acontecendo o mesmo. Segurança zero, nesta cidade abandonada à sua própria sorte.

CHAGAS É DO PSB

Retornando à atividade política, depois de muitos anos dedicado à atividade empresarial, onde sempre foi uma forte liderança, Chagas Neto vai disputar uma cadeira à Assembleia Legislativa, no ano que vem, pelo PSB. Procurado por vários partidos, ele estava no PMDB, um partido já com muitas lideranças que também querem disputar uma vaga na ALE. Na busca de novo espaço político, Chegas analisou todo o quadro deste momento e acabou aceitando o convite do partido do vice governador Daniel Pereira; do prefeito de Ji-Paraná e virtual candidato ao Senado, Jesualdo Pires e do ex prefeito e pré candidato à Câmara Federal, Mauro Nazif. A assinatura da ficha no novo partido ocorreu na manhã deste sábado, numa cerimônia bastante prestigiada. Chagas foi um dos políticos mais respeitados da história de Rondônia e seu nome está ligado umbilicalmente a essa terra. Depois de muito tempo, ele volta à política, em busca de repetir tudo de positivo que já fez pelo povo dessa Rondônia.

NÃO HÁ LUZ NO TÚNEL

Nessa segunda-feira começa mais uma Semana Nacional do Trânsito. Todo o ano, a intenção é informar, alertar, envolver motoristas e motoqueiros, além dos condutores de todos os tipos de veículos, além de pedestres, sobre a tragédia que os acidentes representam para o país. De vez em quanto, se comemoram pequenos avanços, como no caso de Porto Velho, onde o número de acidentes com vítimas, diminuiu quase 10 por cento. Mas, basta dar uma passada pelo Hospital João Paulo II para se ver que a situação é extremamente grave e que os números são frios, mas são terríveis as cenas de tanta gente ferida, na maior parte dos casos com gravidade, que superlotam o principal hospital de Rondônia que atende acidentados. Em praticamente 90 por cento dos casos de acidentes, a culpa é do condutor. No caso de motos, então, é inacreditável como condutores e seus caroneiros correm riscos a cada quilômetro percorrido. Muitos sobrevivem ao trânsito por pura sorte, porque se dependessem do conhecimento das leis do trânsito; da velocidade que não controlam; das manobras radicais que realizam, a situação seria muito pior. Para se ter ideia, todo o final de semana, pelo menos uma dezena de motoristas ou motoqueiros são presos, embriagados, em blitz da PM. Não há luz no fim do túnel, para que essa tragédia seja ao menos diminuída.

OS TEMPORAIS E SEUS DANOS

Dois dias seguidos de temporais, na semana passada, causaram muitos estragados, principalmente na zona leste da Capital, embora várias outras regiões também tenham sido atingidas. Só para se ter uma ideia dos danos,  a Eletrobras Rondônia/Ceron, atendeu nada menos do que 282 ocorrências de falta de energia, causada pela chuva e ventos muito fortes. Quarenta equipes foram mobilizadas e, mesmo assim, houve áreas de Porto Velho que chegaram a ficar mais de 10 horas sem energia. Para quem acha que esse tipo de violência do clima é resultado do que muitos cientistas chamam de aquecimento global (enquanto outros contestam com veemência essa teoria), porto velhenses que conhecem o fenômeno há décadas lembram que ele já era comum  nos anos 60 e 70, quando não se falava em mudanças climáticas radicais. Obviamente a destruição era bem menor, porque a cidade era também bem menos povoada. Agora, com construções frágeis, em locais por vezes extremamente perigosos, o perigo torna-se bem maior. É sempre bom ficar de olho, quando os temporais começam a se formar...

O QUINTETO ENLAMEADO

O efeito Palocci foi devastador para o ex Presidente Lula e muitos dos denunciados no pacotaço de roubalheira que assolou o Brasil, na última década e meia. Lula está a um passo da prisão. As pesadas denúncias da Procuradoria Geral da República e a delação premiada dos irmãos Batista (aqueles que nunca seriam presos, mas estão lá, enjaulados!), deixam o Presidente Temer a um passo do desespero, pelo que terá que conceder aos parlamentares, se quiser manter o poder. Três outros ex Presidentes também estão sob os olhos frios da Justiça. Fernando Collor de Mello é apontado, pela enésima vez, como um corrupto irrecuperável. Antes dele teve José Sarney, que também está envolvido em denúncias que envolveriam vários nomes importantes do MDB. Ainda no mesmo contexto, Dilma Rousseff pode entrar na confusão da Lava Jato e outras falcatruas a qualquer hora. Ou seja,  depois de Fernando Henrique Cardoso e Itamar Franco, todos os demais Presidentes estiveram ou estão enrolados em falcatruas. Pobre Brasil, que tem políticos poderosos desse deprimente naipe!

OUTRA TRISTE DECEPÇÃO

Caminha para um desfecho lamentável a tentativa do Congresso que realiza uma reforma política, que valeria  já para a eleição do ano que vem. Como os partidos e suas lideranças não chegam a um acordo sobre quase nada, a perspectiva é de que as mudanças sejam praticamente zero. O que empaca a reforma são questões como o financiamento de campanha, o desprezível fundo partidário e as coligações que transformam partidos nanicos em balcões de negócios, sem que nada seja feito. Ao que tudo indica, tudo ficará como dantes, na Casa de Abrantes. O Congresso brasileiro é o retrato do povo brasileiro: dividido e sem rumo. O eleitor escolhe seus representantes e eles, na maioria dos casos, porque há sim, exceções,  vão para Brasília para resolver seus próprios problemas. Se sobrar um tempinho, resolvem os do povo. Mudar o sistema eleitoral para que hajam eleições limpas, sem uso do dinheiro público, sem espaço para corrupção, sem que o poder econômico continue mandando, nem pensar. Vamos esperar mais alguns dias para ter certeza, mas a verdade é que tudo indica que a reforma política foi sim, para o saco!

PERGUNTINHA

Você acredita no ex Presidente Lula, quando ele nega ter cometido qualquer ato ilegal e que sua vida financeira era toda comandada apenas por sua mulher, a falecida dona Marisa Letícia?

Fonte: Sergio Pires

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias