Sabado, 16 de Abril de 2016 - 09:30 (Colaboradores)

L
LIVRE

ANGELINA JOLIE HOSPITALIZADA 'EM ESTADO CRÍTICO' POR ESTAR EXTREMAMENTE MAGRA

Cobrança pelo corpo perfeito tende a aumentar as chances para transtorno alimentar.


Imprimir página

A atriz Angelina Jolie, de 36 anos, foi hospitalizada de urgência depois de ter ingerido grande quantidade de comprimidos para emagrecer. A artista norte-americana foi encontrada inconsciente, em casa, pelos empregados.

Aos 36 anos, Angelina Jolie é uma mulher que tem quase tudo: beleza, dinheiro e uma família fantástica, mas faltam-lhe amigas. Foi à própria atriz que fez a revelação numa entrevista à revista ‘Marie Claire’: "Tenho poucas amigas. Não sou muito sociável, gosto muito de ficar em caDe acordo com informações do tablóide inglês “The National Enquirer”, a atriz Angelina Jolie, 36, teria sido hospitalizada “em estado crítico” por estar extremamente magra e pesando apenas 35 kg devido a “uma combinação de câncer, anorexia e paranóia”. Este recente episódio com a Angelina expõe pressão sobre famosas.

A revista informa ainda que Brad Pitt, 52, estaria se sentindo tão mal com a situação que teria dado um ultimato para Angelina, ou ela ganha peso ou ele pede divórcio. “Brad tem feito de tudo para que Angie se esforce para melhorar a sua condição de saúde.  Ele assiste em desespero como Angie fica as vezes o dia todo sem comer “, relatou uma “fonte” anônima ao National Enquirer. A assessoria da atriz ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Ainda segundo o tablóide, o ator Brad Pitt,  teria dito a sua esposa que era muito duro para ele e as crianças observarem ela definhar sem que ela esboce uma mínima reação para melhorar.

Para apimentar isto aqui, e fazer a vez do Advogado do diabo, vou ferver os miolos dos meus leitores, depois de ler muito e pesquisar sobre este caso da Angie, olha o que descobri! Seria tudo isso que foi divulgado verdade?

Pesquisando o site Gossip Cop, tudo parece ser mais uma das muitas mentiras que a revista TNE costuma publicar.

O site Gossip Cop que costuma desmentir boatos sobre as celebridades, diz que a matéria do publicada na TNE é totalmente nonsense (“sem sentido”, “contra-senso” ou “absurdo” em inglês). Segundo o Gossip Cop, Angelina estaria trabalhando intensamente no Camboja, onde atua, dirige e produz o filme “First They Killed My Father”. Será? Fica a dúvida!

E se não bastasse logo após os boatos, Angelina Jolie passeia com filhos, desmentindo internação por anorexia. A americana foi clicada em Londres numa livraria com os filhos e aparentava estar saudável.

Após boatos de que Angelina Jolie estaria internada com anorexia, câncer e paranóia, informação negada por uma fonte próxima a atriz nesta semana, a atriz americana finalmente foi vista.

Ao lado dos filhos Zahara, de 11 anos, e Knox-Leon, de 7 e o marido, a artista foi clicada em Londres, capital da Inglaterra no último dia 9. Com um look preto discreto, cabelos presos e óculos escuro, a protagonista do longa "Beira-Mar" estava com a aparência saudável e passeou com dois dos seis filhos pelas ruas britânicas e depois visitou uma livraria.

Mas a silhueta da atriz despertou atenções. As pernas muito finas denotaram um débil estado de saúde que a atriz, através de uma fonte, garantiu não ser tão grave quanto o ‘The National Enquirer’ fez saber. Segundo um amigo, Angelina Jolie "não pesa 35 quilos e nem sequer está à beira da morte".

Ainda assim, a fragilidade com que surgiu publicamente, durante um passeio de família em Inglaterra, deixou perceber que Angelina Jolie continua a lutar contra a anorexia e a bulimia. Esta aparição pública da atriz serviu para desmentir, não só o seu estado de saúde, mas também os rumores de separação de Brad Pitt. Fontes próximas da atriz garantem que o casal continua tão apaixonado quanto no primeiro dia.

Verdade ou não, os rumores de transtornos alimentares e de problemas de saúde envolvendo Angelina sempre foram discutidos publicamente, mas a atriz nunca se pronunciou abertamente sobre a possível anorexia, por exemplo. No início do ano, novas especulações sobre o estado de saúde da atriz voltaram a ser levantadas, após sua aparição na pré-estreia do filme “Kung-Fu Panda 3”. “Extremamente magra”, “dolorosamente fina” e “ossuda”, escreveu o jornal britânico “The Mirror”.

Sobre a possibilidade de a atriz estar com câncer, cabe lembrar que ela removeu ovários e trompas por medo da doença, em março de 2015, e já havia feito mastectomia pelo mesmo motivo.

Informando

Há tempos se discute o efeito da ditadura da magreza no dia-a-dia e na saúde das pessoas. E a questão volta à tona quando envolve celebridades. Famosas, antes conhecidas por seus corpos esculturais, estão surpreendo ao exibirem físico cada vez mais 'seco'.

O mais recente exemplo é o da atriz hollywoodiana Demi Moore, que vem chocando a cada dia com sua silhueta cada vez mais magra. No caso de Demi , especula-se que a perda de peso pode ter origem emocional. Por causa de sua separação por causa de uma traíção do marido, Ashton Kutcher, tomaram conta dos tablóides. Depois disso, Demi aparece mais "seca" a cada dia. Segundo a revista "Life & Style", a atriz estaria ingerindo apenas 500 calorias por dia e tomado hormônios perigosos para emagrecer.

Mischa Barton também integra a lista das novas magérrimas, assim como Angelina Jolie, Scarlett Johansson, Sandra Bullock e Kate Middleton.

Anorexia - Que doença é essa?

A anorexia é o comportamento persistente que uma pessoa apresenta em manter seu peso corporal abaixo dos níveis esperados para sua estatura, juntamente a uma percepção distorcida quanto ao seu próprio corpo, que leva o paciente a ver-se como "gordo".

O paciente anorético costuma usar meios pouco usuais para emagrecer. Além da dieta é capaz de submeter-se a exercícios físicos intensos, induzir o vômito, jejuar, tomar diuréticos e usar laxantes.

Como é o paciente com anorexia?

O paciente anorético só se destaca pelo seu baixo peso. Isto significa que no seu próprio ambiente as pessoas não notam que um determinado colega está doente, pelo seu comportamento. Mas se forem juntos ao restaurante ficará evidente que algo está errado.

O paciente com anorexia não considera seu comportamento errado, até recusa-se a ir ao especialista ou tomar medicações.

Podem desenvolver um paladar estranho ou estabelecer rituais para a alimentação. Algumas vezes podem ser flagrados comendo escondidos.

Há dois tipos de pacientes com anorexia.

Aqueles que restringem a alimentação e emagrecem e aqueles que têm episódios denominados “binge”.

Nesses episódios os pacientes comem descontroladamente até não agüentarem mais e depois vomitam o que comeram. Às vezes a quantidade ingerida foi tão grande que nem é necessário induzir o vômito: o próprio corpo se encarrega de eliminar o conteúdo gástrico.

Anorexia afeta funções básicas do corpo e mata com freqüência. A Doença exige acompanhamento psiquiátrico constante e é difícil de curar; causas do problema ainda são misteriosa.

O termo Anorexia pode não ser de todo correto, tendo em vista que não há uma verdadeira perda do apetite, mas sim, uma recusa em se alimentar.

Transtornos Associados

Quando seriamente abaixo do peso, muitos pacientes com Anorexia Nervosa manifestam sintomas depressivos, tais como humor deprimido, retraimento social, irritabilidade, insônia e interesse diminuído por sexo. Esses pacientes podem ter quadro clínico e sintomático que satisfaz os critérios para Transtorno Depressivo Maior. Muitos dos aspectos depressivos podem ser secundários às sequelas fisiológicas e clínicas da desnutrição.

Complicações médicas

Desnutrição e desidratação.

. Hipotensão (diminuição da pressão arterial).

. Anemia.

. Redução da massa muscular

. Intolerância ao frio.

. Motilidade gástrica diminuída.

. Amenorréia (parada do ciclo menstrual).

. Osteoporose (rarefação e fraqueza óssea).

. Infertilidade em casos crônicos.

Bulimia

A bulimia, doença que parece estar relacionada à anorexia, também envolve perdas drásticas de peso, mas a pessoa afetada tende a ingerir grandes quantidades de comida e depois vomitar tudo, ou então perder as calorias ganhas com ajuda de laxantes ou excesso de exercício físico. Em alguns casos, é difícil diferenciar entre os dois distúrbio.

Pela primeira vez, uma pesquisa científica confirmou aquilo que médicos e pais já sabem há algum tempo: o acesso de jovens a websites que promovem desordens alimentares, como a anorexia, como se fossem um “estilo de vida” agravam a doença. Outro estudo também mostrou que, além de ser capaz de destruir a vida de adolescentes e adultos, o problema aparece - e de forma especialmente grave – em crianças.

Miriam Tawil, autora do livro  "Fashion Profile – Modelos e Bastidores", afirma que o tratamento tem três pilares básicos: "terapia, medicação e muito amor". A doença, que costuma atingir mulheres entre 12 e 23 anos, no entanto, tem sintomas que podem ser identificados pela própria família.

CURA É LENTA, MAS FAMÍLIA PODE IDENTIFICAR SINTOMAS DE ANOREXIA

O tratamento para a anorexia, envolve acompanhamento por um médico endocrinologista e um psicoterapeuta. A cura, segundo a psicóloga Miriam Tawil, é lenta e envolve muita conversa.

Como se trata?

O tratamento deve ser realizado por uma equipe multidisciplinar formada por psiquiatra, psicólogo, pediatra, clínico e nutricionista, em função da complexa interação de problemas emocionais e fisiológicos nos transtornos alimentares.

Critérios Diagnósticos Anorexia Nervosa

Recusa a manter o peso corporal em um nível igual ou acima do mínimo

Manutenção do peso corporal abaixo de 85% do esperado;

Medo intenso de ganhar peso ou se tornar gordo mesmo com o peso abaixo do normal.

Como saber se uma jovem tem tendência à anorexia?

- Interrupção da menstruação

- Tendência ao isolamento

- Fraqueza muscular e cansaço

- Exercitar-se em excesso

- Obsessão por contar número de calorias

- Obsessão por pesar-se.

- Não querer fazer as refeições com os pais

- Começa a cortar a comida em pedacinhos,  afastando porções para a bordado prato

- Vive se queixando de que está muito gorda.

Como se previne?

Uma diminuição da pressão cultural e familiar com relação à valorização de aspectos físicos, forma corporal e beleza pode eventualmente reduzir a incidência desses quadros. É fundamental fornecer informações a respeito dos riscos dos regimes rigorosos para obtenção de uma silhueta "ideal", pois eles têm um papel decisivo no desencadeamento dos transtornos alimentares.

Em 90% dos casos, acomete mulheres adolescentes e adultas jovens, na faixa de 12 a 23 anos. É uma doença com riscos clínicos, podendo levar à morte por desnutrição. 90% dos casos ocorrem com mulheres.

Nos últimos anos, observa-se que há um número crescente de pessoas que apresentam transtornos no comportamento alimentar. Este aumento de incidência está relacionado à importância que se atribui à imagem corporal nos países desenvolvidos e às mudanças observadas nos padrões alimentares da população em geral.

Fonte: Jose Carlos Paim

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias