Segunda-Feira, 26 de Março de 2018 - 10:11 (Colaboradores)

L
LIVRE

ALUNOS QUE DEPENDEM DO TRANSPORTE ESCOLAR RURAL CORREM O RISCO DE PERDER TODO O ANO LETIVO 2018

Mesmo não tendo alternativa para garantir o transporte de mais de 2 mil alunos, secretário da SEMED quebra o contrato de duas das três empresas, e ainda faz comemoração pelo feito.


Imprimir página

A direção da SEMED não está nem um pouco preocupada com o fato de que mais de duas mil crianças estão fora das salas de aulas desde setembro do ano passado, já que em alguns casos, alunos estudaram somente até o segundo bimestre do ano passado e mesmo assim, o secretário MARCO AURÉLIO, com a anuência de alguns integrantes do Conselho Municipal de Educação, encerrou POR DECRETO o ano letivo, um verdadeiro crime cometido contra essas crianças.

Foto ilustrativa, mas que reflete a realidade

O CAOS NO TRANSPORTE ESCOLAR FOI CAUSADO PELA PRÓPRIA SEMED PARA QUEBRAR ATUAIS EMPRESAS E BENEFICIAR EMPRESA D ACRE

Já no último dia 13 de março, o secretário publicou no DOM a quebra do contrato das empresas AMAZONTUR E RONDONORTE, que juntas atendiam as crianças com mais de sessenta ônibus, e conseqüentemente tirando o emprego de aproximadamente 180 pais de família, que agora vão enfrentar uma verdadeira peregrinação judicial para receber suas rescisões de contrato, já que as empresas estão em dificuldades financeiras justamente pela falta de pagamento por parte da prefeitura.

A SEMED, através de seu secretário MARCO AURÉLIO, sempre que questionado, alega que NÃO PAGA as empresas por que as mesmas estão com pendências de certidões, e se ISSO REALMENTE ACONTECE, é por culpa exclusiva da ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL, já que os valores referentes aos pagamentos dos impostos são descontados dos créditos dessas empresas, e a própria administração faz o pagamento dos impostos. Portanto, se as empresas estão sem certidões, A CULPA É DA SEMED!

A FUTURA LICITAÇÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR ESTÁ DIRECIONADA

O secretário de educação e seu staff arriscaram tudo em um acordo com uma EMPRESA DO ACRE, que  sem nenhuma experiência no transporte escolar, tenta, a qualquer custo,  ganhar o contrato emergencial e também a licitação. Acontece que essa empresa vem chegando com a informação que possui ônibus vindos de fora do nosso estado, e na verdade, eles estão contando com os ônibus que estão parados a mais de dois anos nas garagens das empresas RIO MADEIRA E TRÊS MARIAS, e que fazem parte do processo trabalhista para pagamento das rescisões de contrato dos mais de mil funcionários das duas empresas.

Como a referida empresa não poderá contar com os ônibus das duas empresas, todas as crianças vão ficar sem aula por falta desses ônibus.

A PARTIR DO DIA 23/04, 100% DO TRANSPORTE ESCOLAR ESTARÁ PARADO

Vai parar tudo a partir de 23/04

No dia 23 de abril próximo, encerra-se o contrato da empresa FLEXA TRANSPORTES, que ainda presta o serviço para a SEMED, e o mesmo não será aditivado, e novamente a prefeitura não tem uma alternativa EMERGENTE, causando com isso a paralisação total das aulas no setor rural da capital.

Não existe nenhuma possibilidade da prefeitura resolver esse problema com uma CONTRATAÇÃO, POR EXEMPLO; EMERGENCIAL, já que as únicas empresas que tem capacidade técnica para executar o serviço, são as três que foram descartadas pela SEMED.

MAIS DE 12 MILHÕES DE REAIS SÃO COBRADOS PELAS EMPRESAS

O débito já vem se acumulando desde o começo da gestão atual, e o secretário da SEMED e seus técnicos vem empurrando com a barriga, causando o caos total no setor, e podem acreditar, VAI PIORAR!

Fonte: 012 - Carlos Caldeira/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias