Sabado, 28 de Fevereiro de 2015 - 10:52 (Colaboradores)

AGRICULTORES DA LINHA 45 PODEM FICAR SEM TANQUE DE RESFRIAMENTO DE LEITE

A informação foi passada a este site por uma alta patente do PMDB da Capital, bastante assustada com a suposta política de esforço mínimo adotada por parte do secretariado deixado pelos ex-prefeitos Lindomar Garçon e DINHO, respectivamente.


Imprimir página

TRIUNFO, Candeias do Jamari - O prefeito Francisco Sobreira de Soares [O Careca, do PSDB] já pode está enfrentando sérios problemas junto aos governos nos quesitos convênios e liberação de emendas parlamentares no exercício fiscal deste ano.

Segundo a fonte, ‘o setor de convênios caminha a passos de cágado’ e não parece puxar para baixo a celeridade na feitura e aprovação dos processos que demoram até 45 dias para que o mandatário tome conhecimento’.

Outro aspecto negativo é com relação à falta de tecnicidade nos setores afetos ao gabinete. Para o informante, ‘caso a situação persista, sem que seja dado um choque de gestão radical no pessoal ativo das secretarias consideradas essenciais, o município pode ficar de fora de grande parte dos convênios e emendas parlamentares’.

Um dos casos de maior repercussão até agora é o da aquisição de um tanque de resfriamento de leite que será destinado aos produtores da Linha 45, cujos documentos ainda não foram repassados ao deputado Adelino Follador [DEM], apesar do prefeito já ter sido informado pelo gabinete do parlamentar a respeito dessa ineficiência.

- O equipamento já foi adquirido e sua liberação só depende da documentação ainda não encaminhada ao autor da emenda, o deputado Adelino, informou a mesma fonte.

Segundo a fonte do PMDB - que diz ter informado a deputada Marinha e o senador, Valdir Raupp, sobre a possibilidade até mesmo das emendas prometidas a Candeias não saírem neste ano – ‘é fundamental a figura de interlocutores habilitados para tratar com a classe política na retaguarda do prefeito e das secretarias de Saúde, Educação e Serviços Públicos’.

No âmbito local, insiste o informante peemedebista, ‘o que se vê é uma indústria do atrapalho em setores estratégicos bastante ativos’, como a falta de eficiência na condução da maquinaria da educação, obras, serviços públicos, cultura, turismo e de protocolo’.

- Nesses setores é preciso que o mandatário proceda algumas mudanças de pensamento e que imprima a marca da gestão atual sob pena de, no futuro, vir a ser responsabilidade pelo atraso que ronda o município, ao menos, 22 anos’, disse.

Além de Adelino Follador [DEM], Ribamar Araújo [PT] e agora, Leo Moraes [PTB], há outros parlamentares preocupados - apesar de terem sido votados em Candeias do Jamari e região - com a possibilidade de não ajudarem o município neste ano.

A queixa é a mesma, ou seja, ‘a demora no envio das demandas e documentos com base na legislação e sistematização exigidas pelo Governo do Estado e da União.

Fonte: Xico Nery/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias