Segunda-Feira, 09 de Junho de 2014 - 10:49 (Geral)

ADOLESCENTES BANDIDOS INFERNIZAM PROFESSORES E ESCOLAS NA ZONA LESTE E CANDEIAS DO JAMARI

A maioria dos apreendidos tem várias passagens pelos distritos e bases da Polícia Militar. Parte é considerada de alta periculosidade. Eles chegam a comandar gangues de rua, como os autodenominados ‘SAMGUINÁRIOS DA LESTE’ que atua no Ulisses, Tancredo e Jardim Santana.


Imprimir página

Porto Velho/RONDÔNIA – Ao menos 15 de 45 adolescentes que habitam no Socialista, Escola de Polícia, Tancredo Neves, Jardim Santana, Ulisses Guimarães, Três Marias, Esperança da Comunidade e Planalto são acusados de furtos, arrombamentos e assaltos na região.

A maioria dos apreendidos tem várias passagens pelos distritos e bases da Polícia Militar. Parte é considerada de alta periculosidade. Eles chegam a comandar gangues de rua, como os autodenominados ‘SANGUINÁRIOS DA LESTE’ que atua no Ulisses, Tancredo e Jardim Santana.

Um dos crimes mais praticados por integrantes desse grupo, "é o roubo de motos e celulares à porta de residências e no entorno de escolas públicas e privadas dos bairros ".

ENCAPUZADOS À SOLTA - Há uma semana, dois mascarados agiram à luz do dia em frente Escola de Ensino Fundamental e Médio ‘Carmosina’, no bairro Escola de Polícia. Sob a mira de um revólver, uma aluna de 12 anos teve o celular roubado. O crime ocorreu a poucos metros da escola.

Ações desse tipo se tornaram comuns, não só na Escola Carmosina, mas no Risoleta Neves, São Luiz, Daniel Nery e até em frente à nova Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Adolescência, no cruzamento das avenidas Amazonas com Amador dos Reis. Além das creches e templos religiosos que também passaram a ser atacados.

Em que pese á presença eventual da Polícia nas escolas da região, furtos de celulares os furtos e arrombamentos continuam ocorrendo sem que os acusados sejam contidos, efetivamente.

A mãe da adolescente que teve o celular roubado diz que, "o sistema de patrulha escolar [Ronda Escolar] não atende a demanda das ocorrências no entorno das escolas e prédios públicos". Ela não revelou a identidade temendo represálias.

Ela adiantou, contudo, que, "parte de integrantes, por exemplo, das gangues que atuam nesses bairros, entre os quais, a SANGUINÁRIOS DA LESTE seria composta de alunos".

- Essa deveria a ser a principal linha de investigação da polícia, ela aponta.

A ação dos adolescentes bandidos não chega a apenas aos bairros das zonas Leste, Norte, Sul ou da área central desta Capital. Os crimes praticados por essas gangues assustam também a cidade de Candeias do Jamari, a 20 quilômetros de Porto Velho.

CIDADÃOS REEFÉNS DO CRIME - Em Candeias, há notícias do envolvimento de adolescentes em crimes de toda natureza, inclusive em latrocínios seguidos da morte das vítimas.

Há quatro semanas, face do avanço da escalada da violência naquela cidade, um grupo de empresários promoveu um seminário para discutir uma saída plausível para a onda de homicídios, furtos e roubos no comércio local.

Apesar da onda de violência ser visível, tanto contra as escolas quanto aos segmentos privados, moradores da Avenida Raimundo Cantuária [imediações da fábrica da Dydyo], afirmam que "os ataques contra alunos ocorrem todos os dias". E apontam a existências de bocas de fumo nos locais de acessos e domínio da presença de bandidos e desocupados.

ATAQUE A PROFESSORA – Também na Escola Flora Calheiros, no Esperança da Comunidade, uma professora teve o carro atacado por um suposto grupo de alunos da própria escola.


foto: G1

O crime ainda não foi totalmente esclarecido – o que demonstra a ineficiência do sistema de Ronda Escolar, criado após o fim dos contratos da SEDUC com uma empresa de segurança e vigilância.

XICO NERY é Produtor de Rádio, Jornal, TV, Repórter Fotográfico e CONTATO de Agências de Notícias em Países Andinos e Bolivarianos.

Fonte: XICO NERY -NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias