ADESÕES DE ALIADOS DE CONFÚCIO AO TUCANO EXPEDITO SOB ESPREITA DE PALACIANOS - News Rondônia O parlamentar, segundo analistas sérios e responsáveis, ‘vinha se queixando a tempo do tratamento dado pelo secretariado de Confúcio às demandas não resolvidas de suas bases no interior’.

Porto Velho,

Domingo , 26 de Outubro de 2014 - 12:35 - Colaboradores


 


ADESÕES DE ALIADOS DE CONFÚCIO AO TUCANO EXPEDITO SOB ESPREITA DE PALACIANOS

O parlamentar, segundo analistas sérios e responsáveis, ‘vinha se queixando a tempo do tratamento dado pelo secretariado de Confúcio às demandas não resolvidas de suas bases no interior’.

ImprimirImprimir página

ARIQUEMES, Rondônia – Continua repercutindo, nesta parte do Estado, o voo de 360 graus dado pelo deputado estadual reeleito Adelino Follador [DEM] rumo ao ninho do tucano Expedito Junior, candidato ao Governo do Estado.

O parlamentar, segundo analistas sérios e responsáveis, ‘vinha se queixando a tempo do tratamento dado pelo secretariado de Confúcio às demandas não resolvidas de suas bases no interior’.

A maioria dos pedidos de solução aos problemas coletivos, feitos por ele, era de atendimento imediato às comunidades rurais e urbanas envolvidos na cadeia produtiva da agricultura familiar e de empreendedores fora dos programas sociais e econômicos do Governo da Cooperação.

Adelino Follador, praticamente, repetiu a votação do colega Zequinha Araújo [PMDB] nas eleições de 2010, com a expressiva aceitação popular na casa dos 23 mil votos. Só que Zequinha, mesmo com o apoio maciço da máquina palaciana, ‘voltou pra casa com nada menos do que sete mil votos’ que o deixaram fora do poder.

O parlamentar – que foi secretário de Confúcio – é daqueles que diz que ‘o bom cabrito não berra’, vaticinou um ex-chefe da Casa Civil palaciano que também se considera defenestrado, injustamente, pelo que taxou de ‘camarilha do governo do diabo’ que cerca há mais de 20 anos o mandatário rondoniense.

A exemplo de Nobel Moura, irmão de Confúcio que preferiu seguir o mesmo caminho de tantos ex-colaboradores antigos, Adelino Follador, demorou para agir e marcar presença em outro grupo político; o que ocorreu após sair consagrado das urnas.

A adesão à candidatura de Expedito Junior deu-se numa hora de grande expectativa politica para os rondonienses, mas de uma denotação em queda do projeto de Confúcio Moura, Marinha e Valdir Raupp de governarem o Estado por mais de 20 anos.

Essa marca, segundo analistas, ‘é a mesma em que o PMDB - depois do governo desastroso de Raupp, com o triste episódio do Massacre de Corumbiara, o suposto desvio do dinheiro do Banco Mundial e a falência do BERON - ´do tanto de anos em que o PMDB ficou fora do inquilinato no Palácio Presidente Vargas’.

Com as incursões em alta aos tucanos sobre a candidatura de Confúcio e seu grupo politico até as eleições, a partir de adesões expressivas do porte de Adelino Follador, o cenário é de uma grande incerteza aos palacianos que, via de regra, ‘teimam em investir em publicidade excessiva de rádio, jornal e TV pagos com o dinheiro do otário do contribuinte’, afirmam Henrique Ferraz e Francisca Souza, esta ex-peemedebista histórica ligada ao falecido Jerônimo Santana, Paulo Struthos, José Guedes e outros considerados defenestrados das hostes palacianas.

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Xico Nery

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt