Sexta-Feira, 27 de Abril de 2018 - 18:52 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

A PREOCUPAÇÃO DA PREFEITURA AGORA É COM O LIXO ARRASTADO PELO RIO MADEIRA

O entulho pode contaminar as famílias que estão retornando para as suas residências


Imprimir página

Com o nível do rio Madeira baixando, a preocupação da Prefeitura a partir de agora são as doenças, pois existe uma grande quantidade de lixo arrastado pelo rio que pode contaminar os moradores durante a limpeza de suas residências, segundo afirmou o coordenador da Defesa Civil, Marcelo Santos.

Ele esclareceu que este ano já foram demolidas 48 casas localizadas em área de risco na zona urbana. “A medida que as famílias vão sendo contempladas com moradias do programa Minha Casa Minha Vida as casas desocupadas são imediatamente demolidas para evitar que venham a ser ocupadas por novos moradores”, frisou.

Nesta sexta-feira (27), a Defesa Civil esteve na rua Limeira, no Bairro São Sebastião ll, onde 12 famílias tiveram suas casas atingidas pela cheia do Canal dos Milagres, que ficou represado em virtude do nível do rio Madeira.

Essas famílias tiveram o apoio da Defesa Civil durante o período da cheia do Madeira. Elas receberam doações de cestas básicas, águas mineral e frascos de hipoclorito de sódio. Ainda segundo Marcelo, o prefeito Hildon Chaves determinou que a Defesa civil continue no apoio às famílias vulneráveis, tanto na zona urbana quando na zona rural.

Fonte: 010 - defesa civil

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias