Quinta-Feira, 16 de Agosto de 2018 - 09:07 (Geral)

L
LIVRE

A IDENTIDADE DA BRASILEIRA QUE IMPLORA POR AJUDA DE DONALD TRUMP

Saiba quem é a brasileira que pede, aos berros e lágrimas, para Donald Trump “ajudar o Brasil”. Vídeo viralizou


Imprimir página

Larissa Bernardes, DCM

Há alguns dias vem pipocando nas redes sociais o vídeo de uma mulher que pede, aos berros e lágrimas, que Donald Trump ‘ajude o Brasil’.

Babando, gritando e falando em inglês, ela diz que ‘Trump é seu mestre’. O apelo foi publicado no dia 10 de agosto e tem mais de 25 mil visualizações.

A moça é conhecida por Caroll Crown e possui um dos maiores canais no YouTube sobre astrologia do país.

Nos primeiros trabalhos, Caroll aparentava estar saudável e não dizia nada fora do comum (quer dizer, estamos falando de astrologia) .

No entanto, de algum tempo para cá, a youtuber vem fazendo vídeos com teorias da conspiração a declarações de amor a Donald Trump.

Uma constante nas gravações é o ataque à esquerda. Ela afirma que os esquerdistas estão ‘tramando dominar o mundo’, que ‘Hugo Chávez trabalha nisso com o PT’ e com Obama.

Incentiva o espectador a atirar em traficantes e drogados.

“Não tenham medo de traficantes, não tenham medo de pessoas drogadas. Sabe por quê? Porque eles não têm reflexo. Se você tiver uma arma, atire”, recomenda.

Nas últimas 24 horas, Caroll publicou diversos vídeos de ‘revelações’.

Afirma que era uma ‘agente secreta’ que colaborava com a polícia de todo o mundo. Em outro, conta que seu ‘eu’ anterior não passava de um personagem criado para atingir o sucesso no YouTube.

Especula-se que esteja passando por problemas psicológicos. Nos comentários, diversos seguidores pedem que ela procure tratamento.

Numa conversa ao vivo no Facebook na tarde de quarta, dia 15, ela pedia “pena de morte já”, batendo palminhas. Um espetáculo dantesco.

Tão “normal” quanto o cabo Daciolo.

Tudo indica que Caroll sofra de narcisismo e, o mais grave, bolsonarismo.

Fonte: 010 - pragmatismopolitico

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias