Terça-Feira, 28 de Novembro de 2017 - 09:20 (Curiosidades)

18
Não recomendado para menores de 18 anos

7 TORTURAS BRASILEIRAS MAIS DOLOROSAS DE TODOS OS TEMPOS

Veja 7 das torturas brasileiras mais dolorosas de todos os tempos.


Imprimir página

A ditadura militar brasileira é notória não só por suas privações autoritárias e da censura imposta, mas também pelas técnicas de tortura. De acordo com relatórios da Comissão Nacional da Verdade (CNV ), essas torturas eram institucionalizadas, sistemáticas e seguiam um padrão. Essa comissão teve base em documentos de vítimas e agentes do regime. Não somente as que foram citadas, diversos outros abusos também foram relatados e seguem na lista abaixo. Muitos desses métodos foram demasiadamente ocultados da população na época. O documento citado explicita o esforço do regime para "evitar o conhecimento público das denúncias, refutá-las sumariamente, e impedir investigações".

O regime militar brasileiro afrontou os direitos humanos ao executar tais atitudes. Torturas que vão te dar um frio na espinha e fazer você pensar: "Até onde pode ir a crueldade humana?".

Veja 7 das torturas brasileiras mais dolorosas de todos os tempos.

1 - Pimentinha

Pimentinha foi o nome dado a uma máquina que dava choques nos acusados e presos políticos. Seu interior possuía um imã permanente e um rotor combinado. Essa ferramenta de tortura abria diversas possibilidades de uso para os torturadores, que poderiam dar o choque onde bem entendessem. Terrível, não é mesmo?

2 - Cadeira do Dragão

 

O nome é tão ameaçador quanto a própria máquina. Esta era utilizada quando o acusado não revelava nada. A pessoa era colocada nua em uma cadeira e com suas pernas amarradas. Era colocado sob sua cabeça um balde de ferro e fios desencapados em partes do seu corpo. A intensidade das descargas elétricas eram aplicadas progressivamente para não matar a pessoa. A sessão era seguida de espancamentos e era colocado sal na boca ou água sobre o corpo para amplificar a dor.

3 - Químicos

Vários químicos eram aplicados ou jogados sobre os acusados. Um desses era o Pentatol Sódico, também chamado de soro da verdade. Esse "soro" atuava como sedativo, enquanto a pessoa era interrogada em seu estado de sonolência. O uso dessa substância, quando aplicada em excesso, poderia levar a pessoa à morte. Outros métodos químicos utilizado eram: jogar ácido no acusado ou jogar álcool nas feridas da pessoa e ligar um ventilador.

4 - Empalamentos

Essa tortura "medieval" se trata de enfiar no ânus do acusado um cassetete banhado em spray de pimenta. A tortura era feita até que a pessoa perdesse a consciência.

5 - Animais

A utilização de animais é outro método "medieval". Jogar o acusado aos cachorros, usar cobras e insetos para provocar dor e traumas psicológicos eram bastante comum. Não só isso, há relatos de torturadores que introduziam certos animais em parte do corpo da pessoa.

6 - Churrasquinho

Como o nome já diz, essa forma de tortura se baseia no uso de fogo. Parte do corpo da pessoa era queimado como forma de tortura. Imagine um carrasco jogando álcool, querosene ou outra substância inflamável sobre sua mão, pernas e rosto?  Antes da pessoa desmaiar de dor ou morrer, os torturadores apagavam o fogo e repetiam o processo. Também eram utilizados ferramentas como maçaricos para ministrar as sessões de tortura.

7 - Estupros

Muitos acusados e acusadas relatam estupros dentro das salas de tortura. Os torturadores revezavam enquanto outros humilhavam e cuspiam na cara das pessoas que estavam sofrendo a tortura. O uso do cassetete também se inclui nesse método desumano utilizado na época.

 

O que você achou dessa matéria? Deixe seu comentário aqui embaixo e até a próxima.

Fonte: 012 - Fatos Desconhecidos

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias