Sexta-Feira, 27 de Abril de 2018 - 17:08 (Tecnologia)

L
LIVRE

7 MITOS E VERDADES QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A TV DIGITAL

Dez anos após a implantação do sistema digital no Brasil, algumas questões ainda podem confundir os telespectadores


Imprimir página

Com a perspectiva de presença em mais de 1.346 municípios em todo o Brasil até o fim deste ano, a TV digital alcança hoje o equivalente a 75% da população nacional. Este número pode ser comparado a uma Rússia inteira ou mesmo o dobro do Reino Unido com acesso ao conteúdo digital no país. Considerada um grande desafio, a transição analógico-digital, que se iniciou em 2007, hoje já pode ser vista como um sucesso por governo e autoridades nacionais e internacionais.

“A implantação do sinal 100% digital de TV no Brasil é um ‘case’ mundial que está sendo copiado por alguns países. Já beneficiamos mais de 90 milhões de brasileiros de cerca de 500 cidades com imagem e som da melhor qualidade sem que houvesse qualquer reclamação”, analisa o ministro do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), Gilberto Kassab.

Mesmo assim, ainda há algumas questões que permeiam a mente dos mais de 140 milhões de consumidores de TV aberta no Brasil. Tanto para aqueles que ainda não tiveram o sinal analógico desligado em suas cidades, quanto aos que já têm acesso a essa tecnologia, mas querem entender melhor os próximos passos da TV digital.  

“É importante que as questões que envolvem a TV aberta estejam sempre claras aos brasileiros. Dessa forma, caminharemos juntos para a evolução tecnológica trazendo cada vez mais qualidade para a TV brasileira”, afirma o presidente do Fórum SBTVD, José Marcelo Amaral.   Por isso, o executivo esclarece 7 mitos e verdades sobre o assunto “TV digital”. 

  1. Quando o sinal analógico for desligado, a TV que não estiver pronta para receber o sinal digital irá parar de funcionar.

VERDADE – O sinal digital não é compatível com televisores analógicos. Por isso, é necessário que os lares estejam devidamente adaptados para receber o novo sinal. Isso significa que é necessário instalar o conversor digital (caso a TV não possua) e uma antena UHF externa.

  1. Com a chegada da TV digital os números dos canais irão mudar.

MITO – O MCTIC, com o apoio do Fórum SBTVD, disciplinou a numeração dos canais digitais. De uma forma geral, os canais que já existiam no sistema analógico permanecem com a mesma numeração.

  1. Para a TV que não possui conversor integrado, qualquer conversor externo servirá.

MITO – Existem muitos conversores no mercado, mas só é possível garantir 100% da qualidade da TV digital com os aparelhos que possuírem o símbolo DTV, que significa que a empresa segue as normas técnicas da ABNT para a televisão digital.

  1. É possível assistir à TV digital pelo smartphone.

VERDADE –É possível ter acesso ao conteúdo digital por meio de qualquer celular ou smartphone que possua TV integrada (ou aplicativo) e seja compatível com as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Para saber se seu aparelho tem TV digital, verifique se possui o símbolo DTV. Isso indica que o fabricante segue as especificações necessárias.

  1. A tecnologia da TV brasileira ainda está muito atrás da tecnologia de países mais desenvolvidos, como o Japão, por exemplo.

MITO – O padrão de TV digital implantado no Brasil é um dos mais modernos existentes é a versão atualizada do do modelo japonês. Hoje, mais de 18 países já utilizam o sistema brasileiro, conhecido como ISDB-T.

  1. É a primeira vez que a Copa do Mundo será transmitida por sinal digital no Brasil.

MITO – Embora o processo de transição do analógico para o digital tenha iniciado há 10 anos, é a primeira vez que a maior parte da população brasileira terá acesso aos conteúdos da Copa do Mundo em qualidade digital.

  1. A única mudança entre sinal analógico e sinal digital é a qualidade de imagem

MITO – Há outros recursos que podem ser incorporados ao sistema de TV digital, como LIBRAS, closed caption, audiodescrição e tecnologias de aviso de emergência, como é o caso do EWBS (Emergency Warning Broadcast System). Ademais, a qualidade do áudio é muito superior ao da televisão analógica e a possibilidade da multiprogramação nos canais públicos.

Fonte: 010 - Thamyris Barbosa

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias